ACESSIBILIDADE, INTERCULTURALIDADE E EDUCAÇÃO DE SURDOS

Líder: Tania Chalhub de Oliveira

Líder: Erica Esch Machado

 

Ano de formação: 2015

 

REPERCUSSÃO: Aprofundamento do debate sobre acessibilidade em espaços escolares e não escolares para surdos. Democratização do acesso e produção de conhecimento sobre e para educação de surdos. Maior compreensão às práticas pedagógicas relacionadas à educação de surdos. Fomentar discussões sobre uso de tecnologias nas práticas educacionais de surdos.

 

 

ARQUIVOLOGIA E COMPETÊNCIA EM INFORMAÇÃO(GPArqCoInfo)

 

Líder: Renata Lira Furtado

Líder: Celineide Rodrigues Cavalcante

 

Ano de formação: 2019

 

REPERCUSSÃO: O grupo tem como objetivo desenvolver pesquisas relacionadas à Competência em Informação (CoInfo) aplicada à Arquivologia e à profissão do Arquivista, considerando que estes representam um ambiente de inserção dos preceitos da CoInfo, tendo em vista a relevância da área no contexto da informação e sua representatividade na sociedade e a aquisição de elementos que possibilitem o desenvolvimento de habilidades que serão válidas tanto no âmbito pessoal, como no âmbito profissional em relação às atividades desempenhadas e que refletem diretamente no Arquivo enquanto instituição social. A consolidação desse grupo de pesquisa é resultado da tese "A Competência em Informação no cenário arquivístico: uma contribuição teórico-aplicada" (FURTADO, 2019) e de pesquisas realizadas entre os anos de 2015-2018 que resultaram em artigos e publicações em anais de eventos nacionais e orientação de trabalhos de conclusão de curso de graduação e pós-graduação.

 

ESTUDOS CRÍTICOS SOBRE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIA (GECCIT)

Líder: Cristian Berrío-Zapata

Líder: Fernando de Assis Rodrigues

 

Ano de formação: 2016

 

REPERCUSSÃO: O grupo de pesquisa visa criar uma consciência crítica dentro das Ciências da Informação, identificando empiricamente o negligenciamento das problemáticas de poder e conflito no desenvolvimento das atividades de pesquisa e formação no estudo da tecnologia da informação. Como resposta a esta situação, propõe-se o desenvolvimento de pesquisa em áreas que prestem benefício acadêmico e comunitário em termos de aportar conhecimento e criar espaços de formação crítica e atuante para os estudantes de todas as disciplinas que tenham a ver com informação, e criar pesquisa-ação que impulsione a autonomia dos cidadãos, e nivele as assimetrias de informação existentes em prol do bem-estar da comunidade e a democratização da distribuição e uso da informação. O projeto também busca formar um espírito cooperativo, de uso efetivo do conhecimento baseado na pesquisa e o trabalho teórico dentro de um marco ético, que lute pela construção de uma sociedade mais justa, democrática e igualitária.

 

 

GESTÃO DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO NA AMAZÔNIA

Líder: Célia Regina Simonetti Barbalho

Líder: Danielly Oliveira Inomata

 

Ano de formação: 2000

 

REPERCUSSÃO: O Gica busca contribuir para o fortalecimento do gerenciamento informacional como um recurso estratégico para a promoção da inovação e o aumento de competitividade das organizações, sobretudo no contexto Amazônico, por meio de reflexões sobre a identificação da necessidade, obtenção, tratamento, distribuição e utilização de informações internas e externas.

 

 

HIDRÁULICA E SANEAMENTO

Líder: José Almir Rodrigues Pereira 

Líder: Aline Christian Pimentel Almeida

 

Ano de formação: 2000

 

REPERCUSSÃO: No grupo são realizados trabalhos de pesquisa e de extensão em temas relacionados com abastecimento de água, esgotamento sanitário, drenagem pluvial, residuos sólidos e controle de impactos ambientais, tendo como principal objetivo o atendimento de demandas de comunidades e municípios da Região Amazônica. Para isso, são desenvolvidas tecnologias e estabelecidas diretrizes para o planejamento, projeto, construção e operação de sistemas de saneamento, sempre observando a característica ambiental específica da Amazônica em relação às demais regiões brasileiras. A maioria das ações do GPHS é realizada em sistemas e instalações de empresas da região. Entre os principais trabalhos estão os realizados em cooperação técnica com a Companhia de Saneamento do Pará - COSANPA, os quais vem resultando em: a) alteração na rotina operacional de estações de tratamento de água e de esgotamento sanitário; b) recomendações para a construção de redes coletoras e de estações de tratamento de esgoto; c)



INFORMAÇÃO, SOCIEDADE E CIDADANIA

Líder: Hamilton Vieira de Oliveira

Líder: Maria Izabel Moreira Arruda

 

Ano de formação: 2017

 

REPERCUSSÃO: Com base na interação entre seus membros o grupo tem discutido e produzido sobre: 1) tecnologias na mediação da informação aos usuários com deficiência visual no contexto universitário; 2) bibliotecas e bibliotecários no contexto educacional; 3) Leitura no contexto das bibliotecas escolares públicas e comunitárias; 4 Bibliotecas, sistemas de bibliotecas, repositórios institucionais e sistemas de informação na educação superior; 5) Informação ambiental no contexto; e 6) Acolhimento de acervos particulares de valor social por instituições públicas. Essas produções estão formalizadas por meio de: a) artigos de revistas especializadas com qualis maior que B1; b) trabalhos em eventos como o ENANCIB em todas as suas versões a partir de 2018; c) orientações dos discentes do Mestrado em Ciência da Informação ICSA/UFPA e em a UFPA; d) promoção de eventos voltados ao tema da informação ambiental e; e) projetos de extensão formalizados na Faculdade de Biblioteconomia FABIB/ICSA/UFPA.



INFORMAÇÃO, SOCIEDADE E MEIO AMBIENTE (GPINF)

Líder: Marise Teles Condurú

Líder: Maria do Socorro Almeida Flores

 

Ano de formação: 2015

 

REPERCUSSÃO: O grupo de pesquisa desenvolve estudos que contribuem para a reflexão teórico-metodológica da relação existente entre as instituições da sociedade produtora de informações, identificando e analisando as fontes de produção das informações que são pertinentes ao processo de organização e planejamento na área da gestão ambiental. Para isso, tem-se realizadas pesquisas com foco na obtenção, acesso e disponibilização da informação ambiental pelos produtores de informação, visando a transparência para subsidiar à tomada de decisão fundamentadas nas diversas Políticas Públicas Ambientais. Também são realizadas pesquisas de análise da qualidade da informação para o desenvolvimento de sistemas de informação, como instrumentos que propiciam o compartilhamento de informações diante da necessidade informacional dos diversos ambientes organizacionais.

 

 

INTERFACES: INFORMAÇÃO E CONHECIMENTO

Líder: Sueli Bortolin

Líder: João Arlindo dos Santos Neto

 

Ano de formação: 1998

 

REPERCUSSÃO: Missão: Desenvolver pesquisa básica e aplicada, ensino e extensão, objetivando contribuir para a construção e consolidação da área da CI, em especial no âmbito do segmento da informação, mediação e conhecimento. 1) Projetos de Pesquisa: Mediação oral da informação e da literatura em ambiente digital (2018-atual); 2) Produções Bibliográficas em destaque: SANTOS NETO, João Arlindo; ALMEIDA JÚNIOR, Oswaldo Francisco de; BORTOLIN, Sueli (Org.). Perspectivas em mediação no âmbito da Ciência da Informação. São Paulo: Abecin Editora, 2020. BORTOLIN, S.; SANTOS NETO, J. A.; SILVA, R. J. (org.). Mediação oral da informação e da leitura. Londrina: Abecin, 2015. BORTOLIN, S. ; CAVALCANTE, L. F. B. ; SANTOS NETO, J. A. ; ALMEIDA JUNIOR, O. F. Oralidade, mediação da informação e da literatura na escola. In: ENANCIB, 16., 2015, João Pessoa. ALMEIDA JÚNIOR, O. F. Mediação da Informação e Múltiplas Linguagens. TPBCI, v. 2, p. 89-103, 2009.



LINGUAGEM, DISCURSO E ORGANIZAÇÃO DO CONHECIMENTO

Líder: João Batista Ernesto de Moraes

Líder: Walter Moreira

 

Ano de formação: 2016



ORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DO CONHECIMENTO

Líder: Walter Moreira

Líder: João Batista Ernesto de Moraes

 

Ano de formação: 2019



ORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DO CONHECIMENTO ABORDAGENS LINGUÍSTICAS EM ARQUIVOS E BIBLIOTECAS - ORCALAB

Líder: Thiago Henrique Bragato Barros

Líder: Rita do Carmo Ferreira Laipelt

 

Ano de formação: 2019

 

REPERCUSSÃO: A organização e representação do conhecimento tratam de áreas fundamentais no âmbito da Ciência da Informação. Os processos, procedimentos, metodologias e abordagens encontram espaço privilegiado no universo dos arquivos e das bibliotecas, uma vez que, é por meio dessas instituições que a Ciência da Informação e a Organização e Representação se legitimam. Em relação aos arquivos a representação e organização, fundamentam uma mudança de abordagem, na organização e acesso. No âmbito da Biblioteconomia- Ciência da Informação, a representação e organização da informação e do conhecimento também são temáticas recorrentes. Assim, tem-se desenvolvido temáticas voltadas para o crescimento teórico-metodológico relacionadas ao tratamento temático da informação, especialmente no que se relaciona as ontologias, tesauros, taxonomias, sistemas de classificação e processos de indexação. Metodologicamente, trabalha-se com a Linguística abordando especificamente a terminologia, a semântica e o discurso

 

 

ORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO EM ARQUIVOS E BIBLIOTECAS

Líder: Franciele Marques Redigolo

Líder: Thiago Henrique Bragato Barros

 

Ano de formação: 2014

 

REPERCUSSÃO: Os estudos desenvolvidos por esse grupo de pesquisa estão relacionados à Organização e Representação Temática da Informação em diferentes ambientes informacionais, cujas abordagens teóricas, os processos e procedimentos de representação, os produtos, os instrumentos de organização do conhecimento e as políticas de representação encontram espaço privilegiado no universo das Unidade de Informação, uma vez que, é por meio dessas instituições que a CI e a Organização e Representação do Conhecimento se legitimam, a partir de de pesquisas voltadas para o crescimento teórico-conceituas e prático-metodológicos relacionadas ao TTI e suas variadas vertentes, podendo estar amparadas pelas Tecnologias da Informação. As atividades do grupo estão norteadas pelas seguintes linhas de pesquisa: Organização e Representação em Arquivos e Bibliotecas aspectos práticos e metodológicos e aspecto histórico-conceituais.

 

TECNOLOGIAS DE ACESSO A DADOS

Líder: Ricardo Cesar Gonçalves Sant'Ana

Líder: Fernando de Assis Rodrigues

 

Ano de formação: 2018

 

REPERCUSSÃO: O grupo já tem um grande número de publicações resultantes do trabalho conjunto de seus membros. Organiza, desde 2014, um evento que congrega IES dentro e fora do estado, ocorrendo concomitantemente entre elas e que se destaca por seu caráter agregador, proporcionando espaço de discussão e de divulgação por vídeo e de seus anais. É responsável ainda pela editoração de um periódico científico que teve seu início em 2015 e já é classificado pelo Qualis. Organiza também, para efeito de estímulo de debate e de criação de oportunidade de espaços de divulgação de pesquisas, o Ciclo de Estudos Dados, Informação e Tecnologia ¿ CEDIT, que teve, em 26 de maio de 2018, sua sexta edição. Este evento gera não só a oportunidade de reflexões sobre pesquisas como ainda possibilita o acesso as suas apresentações por meio de canal no YouTube do GPTAD que permite que os conteúdos apresentados sejam amplamente acessíveis.

 

 

 

 

Atualizado em: 09/03/2022